Site de Poesias

Menu

Incerteza Amarga

Hoje, vejo em você

Viajante audaz

Guerreiro vai ser,

E meu anjo da paz

 

Quando finge-se delicado

Brilha em ardor

Novamente guerreiro alado,

Sento-me, admiro o fulgor

 

Sorrio docemente

Ergo a adarga

Na qual havia se inspirado

 

Confronto graciosamente

A incerteza amarga

Do perfume alterado.

Compartilhar

02/12/2010