Site de Poesias

Menu

Tristeza

Esse fundo de tristeza não é melancolia,

não é fastio, não é agonia, nem vazio.

É uma dor que o tempo não consome,

é uma lágrima que vem à tona...some.

É uma lágrima que o sorriso esconde,

é o cabelo no rosto, é a saudade do bonde...

É um cigarro apagado.

Esse fundo de tristeza é a criança abandonada

que existe em cada um de nós.

É a idéia de que somos sós,

em todo o tempo, de toda a maneira.

Talvez seja a herança de três raças tristes

Ter na alma o choro, a mágoa brasileira!

Compartilhar
Elisabeth Camargo Martello
25/11/2010