Site de Poesias

Menu

ALHEIA IMAGEM

alheio nas evidências
cãs de minhas mechas
no cansaço da matéria

tampouco no calendário
dando conta
voos de mais de meio tempo

mantenho as matreirices
no olhar íntimo
de uma criança buscando

nos baús esquecidos
seu enredo inacabado
conto de fadas narrado

nem imagino
e me estranho
na imagem refletida

como quem
da peleja
rende-se exausto

e o mundo rodou
nos avanços
e retrocessos

como na roda gigante
em parque infantil
no lampadário colorido

idas e voltas
cirandas melodias
encantos desencantos da vida...

Compartilhar
EDILOY A C FERRARO
10/11/2010