Site de Poesias

Menu

REALIDADE


REALIDADE
                                  REALIDADE       
 
 
Tropecei em um pedrisco,
Estava pensando em você.
Meus olhos marejavam
De saudade de você.
 
     Levantei os olhos para o alto
     Na esperança de te ver,
     Frustrei, pois só vi o azul celeste,
     Lá não estava você.
 
Olhei ao meu derredor
Também não consegui ti ver.
Gritei seu nome bem alto,
Nada de você responder.
 
     Prostrei meus joelhos no chão,
     Roguei a Deus pra encontrar você.
     O silencio foi tão grande,
     Só assim pude entender.
 
Tu és uma estrela divina,
Jamais poderei ti merecer
És tão bela, tão divina,
Semelhante os raios do sol,
Anunciando o amanhecer.
 
    Voltei meus olhos para baixo,
     Depois de compreender.
     Que as pérolas sublime são de Deus,
     Jamais aos homens irá pertencer.
                                                                     
Agradeci ao  criador,
Por ter criado você.
Ter me dado o privilégio,
De poder lhe conhecer.

 
VALDIR A. SILVA
13/04/2010

2 comentários
61 visualizações neste mês
© Todos os direitos reservados
 

Compartilhar
VALDIR A. SILVA
13/04/2010