Site de Poesias

Menu

U T O P I A

quero a terra dividida
alegrias fraternais
em igual toda comida

hinos de louvor
à socialização da vida,
bem vivida, abençoada

fome triste lembrança
de civilização medonha
viva alegrias de crianças

liberdade de correr
e de dizer o que se quer
sem amarras e censuras

e o que é de todos
por direito de existir
sem divisões e castas

e todas as iniquidades
rivalidades e posses
anistiadas, esquecidas

no agora é a hora
de sermos humanos
sem cercas e divisas...

Compartilhar
EDILOY A C FERRARO
25/10/2010