Site de Poesias

Menu

Claridade que ficou para trás

 Do alto da minha varanda,

Meu olhar se perde no horizonte,


Lembranças me vêm em ciranda,


Unindo o hoje e o ontem.


Tempos distantes, doce aurora,


Nostalgia que bate à porta,


Por uma era que foi embora,


Que de amor floriu minha rota.


São tempos que não voltam mais,


São saudades que na alma choram,


Que aprofundam os tristes ais;


No rosto, as lágrimas afloram.


Que colorido na distância!


Quanta vida nesse hangar,


Ó minha querida infância,


Ó juventude, seu vibrar!

 


Siga-nos no Twitter! @grispino


Mais de 140 poesias em nosso site! Visite-nos!


 www.izabelsadallagrispino.com.br


Nosso Facebook! Seja nosso amigo!

Compartilhar
grispino
25/10/2010