Site de Poesias

Menu

Elo de Amor

[Ilustração não carregada]

Livre, levo, como a brisa,
meus versos de poetisa.
Silenciosos, calam fundo
em coração entediado,
preso ao vídeo, amargurado.
 
Um elo forte de amor,
acorrenta-nos, e a dor
de não vivermos profundo
e real abrasamento
torna-se aborrecimento.
 
 


Respeite os direitos autorais.
 
Imagem: Google

 

Compartilhar

18/10/2010