Site de Poesias

Menu

Dilema

[Ilustração não carregada]

                        18/12/2005
Será a luz dos teus lindos olhos
que iluminaram meus sonhos néscios?
Derramando-se qual sombra deixada
a escorrer pela calçada vazia...
 
Meus sonhos, solitários dementes,
brilham distantes em doces amores,
errando na noite escura, festa da
minha fantasia, eterna em alegria...
 
Os meus olhos, ardentes magos,
dardejam dilemas de fogo-fátuo...
Seria o medo de amar demais ?
 
Seria o receio de muito sofrer ?
Nesta estrada, passa a vida longe,

a peregrinar...do coração ao infinito

Compartilhar

Outra poesia antiga, relembrando uma partida.
Nas estradas da vida, estamos repletos de chegadas e partidas.
Embora seja difícil nos acostumarmos com as perdas, elas nos
fazem crescer e sermos melhores que antes.

Abel G. Saint'ell
02/10/2010