Site de Poesias

Menu

Bençãos da Vida

 Quero da palavra o sentimento que possa expressar,
Quero da ave o exemplo que transmite ao voar,
Quero do pôr Quero da palavra do sol a imagem da velhice bela,
Do coração, o compasso da emoção singela.
 
Quando o sofrimento vier em tamanho tanto,
Não quero sentir em seus olhos desencantos,
O amor é o refrigério supremo da vida,
Com ele virá a esperança renascida.
 
Benditas as mãos que curam a dor,
Gloriosas as que alimentam com amor,
As ungidas na prece, que oram pela humanidade,
As que enxugam as lágrimas com suavidade.
  
A vida estampa uma grande verdade:
Que o amor, que se vive em todas as idades,
Só é puro, só é profundo,
Quando de nós não se afasta nenhum segundo!

Compartilhar
grispino
16/09/2010