Site de Poesias

Menu

Toco-te...

[Ilustração não carregada]

Ao ver-te, toco o passado.
No corpo, ficaram marcas,
Recados do tempo andado.
 
Cessaram as estações,
Voaram sonhos das arcas,
Almas forradas. Lições.
 
Toco teu rosto presente.
Choro. Confissão dormente.
Toco tuas mãos vazias.
Inundo-as de fantasias.
 
 
 
Respeite os direitos autorais.

Compartilhar

04/09/2010