Site de Poesias

Menu

poesia: "NO MEIO DA MULTIDÃO"

NO MEIO DA MULTIDÃO

Tem sempre alguém andando
Tem sempre alguém parando

NO MEIO DA MULTIDÃO

Tem sempre quem não para de pensar
Tem sempre quem não sabe aonde ir

NO MEIO DA MULTIDÃO

Tem todos os que não querem mais voltar
Têm milhões que com nada mais se satisfaz

NO MEIO DA MULTIDÃO

Tem muito alguém se sentindo ninguém
Tem muitos querendo se tornar alguém

NO MEIO DA MULTIDÃO

Tem muitos sem saber qual caminho
Têm muitos sem saber se estão indo

NO MEIO DA MULTIDÃO

Têm muitos que já não pensam
Tem tantos se cansando de pensar

NO MEIO DA MULTIDÃO

Tem muitos só indo e vindo
Têm muitos nem mais saindo

NO MEIO DA MULTIDÃO

Tem alguém que não vê ninguém
Tem alguém tão querendo ser visto

NO MEIO DA MULTIDÃO

Tem alguém querendo ser amado
Tem alguém sabendo que está enganado

NO MEIO DA MULTIDÃO

Tem alguém que só que ir pensando em não voltar
Tem alguém que já descobriu que nunca devia ter ido

NO MEIO DA MULTIDÃO

Têm tantos com vontade de mudar
Têm tantos já cansados de caminhar

NO MEIO DA MULTIDÃO

Tem os que já não sabem mais quem são
Tem milhões querendo se reencontrar

NO MEIO DA MULTIDÃO

Tem muito ladrão
Tem gente sem retidão
Tem muita gente imoral
Mas tem muita gente legal

NO MEIO DA MULTIDÃO

Tem muita gente que já valeu muito
Tem muita gente que nunca valeu nada

NO MEIO DA MULTIDÃO

Tem muita gente boa
Tem muita gente à toa

NO MEIO DA MULTIDÃO

Não existem anônimos
Todos têm a sua história

NO MEIO DA MULTIDÃO

Tem homens que possuem muitos fins
Tem mulheres com incansáveis recomeços

NO MEIO DA MULTIDÃO

Tem gente que só mente
Tem gente sempre ausente

NO MEIO DA MULTIDÃO

Tem montões só dando volta
Têm outros que nunca chegam

NO MEIO DA MULTIDÃO

Tem muitos falando muito
Mas já tem muitos se calando

NO MEIO DA MULTIDÃO

Já há uma nova busca
Mas há muita lentidão

NO MEIO DA MULTIDÃO

Tem muita gente se enganando
Tem muita gente ainda acreditando

NO MEIO DA MULTIDÃO

Tem muita gente ainda na espera
Mas já tem muita gente se mudando

DO MEIO DA MULTIDÃO

É de onde eu estou olhando este nosso mundo.


www.hserpa.prosaeverso.net

"O idioma tem de ser o poder e a espada do ser humano, para beneficiar e proteger a harmonia, mas não para espalhar sofrimento e discórdia." Abdruschin, Na luz da Verdade - graal.org.br


Compartilhar
HSERPA
14/08/2010