Primavera

A primavera chegou suave e serena, veio como uma criança tranquila e pequena. Trouxe em sua alegria, a paz e os sonhos; os amores e as flores com suas cores e aromas. A luz do sol pareceu-me mais brilhante e vaidosa. Em seus matizes vibrantes, as cores realçam as formas mais belas. Como em uma aquarela, em que o artista dedicou todo seu talento. Ah! Primavera querida parece-me, uma noiva enfeitada, perfeita, altiva e formosa. Ah! Primavera amada, tão cantada pelos poetas enamorados. Ah! Primavera desejada, tão sonhada pelos amantes, que em seus delírios adormecem embriagados em seus sonhos. Parece-me preparar-te para o noivo que te espera. Parece-me enfeitar-te para as núpcias. As portas da igreja estão abertas, aguarda-te no altar o teu sonho. O sonho de tantas mulheres, o sonho de tantos homens. O sol brilhante e vaidoso sugere ser teu noivo e amante. No verão ardente que impaciente te aguarda.

Cesar Garcez
© Todos os direitos reservados