Site de Poesias

Menu

[Ilustração não carregada]

Alma minha, minha vida,
Corpo meu...
Apenas carcaça...
Casa que do pó foi formada.
Emprestada pela vida,
Ao pó retornará para uma nova vida;
 
Vivida intensamente foi,
Presenteada pela as dádivas dos céus
Que com um sopro aprendi a respirar,
Viver unicamente...
Pois a mim feliz caminhei nessa vida,
Amei e fui amada,
Tive amores e dissabores;
 
Mas o melhor de tudo isso é que me amei literalmente,
Agora retorno ao mesmo material que me foi formada.
Devolvendo o que a mim foi emprestado.
 
Leny Borges
21/05/2010

Compartilhar
Leny Borges
22/05/2010