Site de Poesias

Menu

Primavera em Watertown, NY

O dia passa sem novidades
Como um grande réptil estacionado
Por sobre uma laje quente.
Mais abaixo, no rio,
Suas águas sempre tão calmas,
Esconde-se um segredo:
A superfície não fala do fundo,
Do escondido e do obscuro;
Nele, só os peixes sabem
Onde encontrar as respostas
Entre os seixos e as pedras da escuridão.

Acima, o sol deste dia claro
Esquenta os rebentos de uma primavera precoce
Suas flores, tão coloridas quanto frágeis
Supõem, já adivinham um verão
Ainda em gestação no céu impregnado
De um azul pálido e luminoso; entumescido
Pelos espíritos da estação.

Compartilhar
Uriel da Mata
27/04/2010

  • 0 comentários
  • 388 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados