Site de Poesias

Menu

A Flor

 Plantei uma flor no céu,

enterrei-lhe as sementes numa nuvem,

reguei-a com as minhas lágrimas, com o meu suor e com o meu amor,

e vi-a crescer forte e saudável,

não tardou muito até a ver murchar.

Tentei falar com ela, perguntar-lhe a que se devia aquela sua cor e tristeza mas nada me respondeu,

Já quase a perder a esperança sentei-me ao seu lado e fiquei em silêncio durante um bocado,

ao apreciar a sua beleza espontânea que agora tinha desaparecido reparei que ela estava a olhar para baixo.

Então cavei um buraco á minha frente e espreitei para lá para baixo,

foi então que descubri a razão pela qual a flor tinha ficado daquela maneira, o mundo lá em baixo estava com uma cor preta acastanhada.

Então recebi o seu pedido e plantei todo o mundo com flores.

Depois . . .

Acordei.

Ao levantar-me e ao olhar pela janela vi as flores lá em baixo a olharem para cima e de seguida murcharem derramando toda a esperança que tinham guardado durante a sua vida.

Foi então que percebi que me devia ter levantado mais cedo.

Compartilhar
Clandestino
22/04/2010

  • 1 comentário
  • 75 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados