Site de Poesias

Menu

O Relógio

[Ilustração não carregada]

Me perco

Aos ponteiros do relógio,

O tempo...

Em sincronia ao lógico

Trazendo o passado

Ao futuro incerto...

De um presente...

Complexo...

Percorrendo os milésimos...

Em um segundo,

Eterno...

Sincero.

Na dança com os ponteiros,

O hit é incerto...

Secreto...

Bailando ao tempo,

Me perco no vento...

Trazendo a minha historia,

Mais dor e sofrimento.

Iatamyra Rocha

Compartilhar

Poema publicado por mim,Iatamyra Rocha no blog Carpe Diem da rede social myspace em 17/04/2010.
obs:particularidades sobre o relógio da imagem:Este relógio tem aproximadamente duzentos anos,era do meu tataravó...e foi passando de geração em geração...sempre sendo preservado e amado,como um ícone de nossa familia...agora ele está sob meus cuidados,herdado após o falecimento de meu pai em 27 de março de 2010.
ass:Iatamyra Rocha Freire Fernandes de Oliveira Natal/Rn/Brasil

Iatamyra Rocha
21/04/2010