Site de Poesias

Menu

Amor Platônico

 


É tão gostoso quando a gente vê quem ama
O coração salta e machuca o peito
E fixa os nossos olhos nesse alguém
O pensamento voa nas asas da ilusão
Regressa e fica aprisionado 
Entre paredes de um mundo solitário e triste

Os olhos continuam contemplando 
O delicioso movimento do corpo
O gostoso sorriso
E os cabelos soltos ao vento

O teu cheiro suave chega, provoca, excita e acalma
Algumas vezes, em teus olhos
Percebo um lampejo de paixão
Naquele breve momento
Sonho que é por mim esse sentimento
Mas acordo
Quando palavras de carinho
Da tua boca não são pronunciadas
E vejo
Que aquele sentimento era por outra pessoa

Meus olhos nos teus viajam e te pedem um beijo
Mas a porta do teu coração pra mim está fechada
E você não percebe

O teu sorriso é lindo
E quantas vezes pedi
Sem você ouvir
Que um só fosse pra mim
Mas nenhum me pertenceu

A tua pele é suave
Teu rosto gostoso de tocar com os lábios
Cada vez que beijo as tuas mãos
Peço para que elas me abracem
Mas tu não ouves e não sentes



Em nada adianta tanto amor dedicado
Se ele não é abraçado
Pelo contrário
Sempre é ignorado



 
Juarez Florintino Dias Filho
 


 

Compartilhar
Juarez Florintino Dias Filho
17/07/2005