Site de Poesias

Menu

FELIZ POBREZA

[Ilustração não carregada]

Lá longe na estrada,
Poeira levanta, uma pessoa esta chegando.
Da longa caminhada, estará cansada,
Faminta, sedenta e os pés sangrando.
 
Se for um desconhecido,
Não lhe posso negar acolhida,
É um viajante e será  bem recebido,
Terá compreensão, teto e comida
 
Mas se for um dos meus,
Que daqui saíram em busca de riquezas,
Então verei decepção nos olhos seus,
Diante da minha feliz pobreza.
 
Seja lá quem for, por Deus abro-lhes as portas !
Do meu pão comerá e a sede saciará,
Dormirá sob o meu teto onde a Graça Divina é farta
E se lhe for do agrado, neste chão ficará !
 
 
 
 
 
 
 
 

Compartilhar

Basta ter paz, saúde e a Graça de Deus como sustento é ser feliz. Temos da terra o pão de cada dia, o ar que respiramos a água que bebemos. Para ser feliz basta nos conformarmos com o que temos domando nossa ambição,
nossos sonhos fantásticos e vivermos pela natureza. Revendo a vida e descobrindo que já fui feliz e não sabia.

Ubirajara Fernandes
16/04/2010