Cunhantã

( recomendo darem uma volta na poesia amazonia, onde falo que a mesma é estuprada ).

Cunhantã

Já é de manhã

Já devia ter ido.

Não vou esquecer

Teus trejeitos caboclos

Teu sorriso maroto

Despertou minha libido.

Cunhantã

Já é de manhã

Já devia, urgente, ter ido

Não vou esquecer

Teus olhos espichados

Teus cabelos compridos jogados pro lado

Teu bum bum arrebitado

Tua pele morena

Teus lábios pintados

O teu cheiro de mato

Despertou minha libido.

Cunhantã

Já devia ter ido.

Eng.Rubemar
© Todos os direitos reservados