Site de Poesias

Menu

Para quem os sinos dobram (soneto) Duo de J.A.Botacini & Izildinha Renzo

[Ilustração não carregada]

 
Que as badaladas dos sinos possam lhe despertar.
Porem, o tinir do badalo nunca venha teu sonho roubar.
Para quem os sinos dobram, tenham sempre a arte de saber;
Que, sonhando acordado fará o seu sonho acontecer.
 
Os sinos badalam e marcam as horas mortas e silenciosas.
Almas também exalam perfumes tais quais as rubras rosas.
E o amor permanece vivo e ávido dentro do pensamento.
Quando no sonho é escolhido em seu esperado momento.
 
Os sinos dobram solenes por você por eles e por mim,
Saudando as manhãs primaveris de brisa, aurora e festim.
Os sonhos vão se misturando às flores e seus matizes.
 
Os sinos repicam suas dores, suas magoas e seus esplendores.
Vibrantes os sons anunciam a hora dos (angelos) redentores,
Percutindo aos ouvidos dos puros dos ímpios e das meretrizes.

Compartilhar

Obrigado pelo carinho da visita ao sair deixe um comentário ou uma simples critica.

Jose Aparecido Botacini
31/03/2010

  • 37 comentários
  • 2501 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados