Site de Poesias

Menu

ÁGUIA ESCONDIDA NO VITRAL

[Ilustração não carregada]

ÁGUIA ESCONDIDA NO VITRAL
 
Céu escuro
Vento
Chuva
Mistérios percorridos
Lamentos
Ecos perdidos
Pensamentos
Um relâmpago da verdade
Noite de tempestade
Corpos de aves, encolhidos
Desespero, vários pedidos
Um talvez...
Sombras letárgicas
Um choro que se fez
Lágrimas, cismas intensas
um carvão voando
Brasa insistente...
Mente divagando
Girando...
Águia escondida
Machucada
Asa rompida
Entre os vitrais vermelhos
Sangue escorrendo
Fria catedral
 
Sementes com cal
Tudo em volta derretendo
Jogo de espelhos
Pássaros tristes
Sem poder voar
Alguns morrendo
Som de Sinos, a soar
Lá fora...
Velhas casas
O vazio
Solidão
Negras ondas
Agitação
Rochas despencando
Os sonhos desatinados
Gosto de sal
Ar esverdeado
Vento glacial
Descompassado
A penetrar o vitral
Águia já sem esperanças
Sobrevive ao mal
Um esforço sobrenatural
Encontrou seu legado
Ser alado...
Resgate iluminado

Compartilhar
Bruma Lilás - Taís
04/02/2010