Site de Poesias

Menu

O MEU RIO SÓ CORRE PRO MAR

O MEU RIO SÓ CORRE PRO MAR

O meu rio corre pro mar
Ele não destrói nada
Ele só deságua no mar
Ele faz parte da minha vida
É meu som de ninar
O meu rio não destrói
Ele só passa no seu leito
A caminho do mar
Ele foi respeitado
E por isto não é preciso temê-lo
Ele só corre pro mar
Ele passa no seu eterno murmúrio
Que não silencia nunca
Ele só corre pro mar
É água a não ter mais
Mas ele não vem na minha casa
Ele só corre pro mar
E eu aqui fico a escutá-lo
E ele passa passa passa...
Eu vou prá cidade
E quando volto vou vê-lo passar
Sempre a caminho do mar
O meu tempo vai passar
E ele vai ficar
E ele nem vai notar a minha falta
Nem vai saber a falta que me faz
Quando não estou lá
Pois ele só quer chegar no mar
Ele é de graça
E faz a minha vida não ter preço
O meu rio corre pro mar
E a minha vida aqui está
Minha vida é vê-lo passar
Ele passa ligeiro
No fundo do meu quintal
Sempre a caminho do mar
O meu rio ainda é juvenil
ainda tem peixes no seu fundo
E criança e adulto infantil
Na tona brincando
Pois ele não é fundo
É raso, mas nervoso
Para chegar logo no mar
Ele desperta alegria
Reflexo da sua pureza
E nas suas águas cristalinas
Eu lavo a minha alma
E o suor do meu corpo cansado
Ele purifica e leva pro mar
Ele ainda rola as pedras do seu leito
Que ainda jovem tenta aplainar
A caminho do mar
E nas noites quentes
Ele me dá o seu frescor
Enquanto corre pro mar
E só chegando lá
Ele num êxtase de amor
Se apoquenta e se acalma
Feito um alazão
Completando a sua missão
Ah! esse meu rio
Ele não sabe                                                                                               

Quanta alegria me dá


'Não é o lugar em que nos encontramos nem as exterioridades que tornam as pessoas felizes; a felicidade provém do íntimo, daquilo que o ser humano sente dentro de sí mesmo' Roselis von Sass - graal.org.br



Compartilhar
HSERPA
03/02/2010