Site de Poesias

Menu

ALUCINAÇÃO!

[Ilustração não carregada]


ALUCINAÇÃO!
 
 
Nossos corpos suados, quais vadios
Cães, que vagam perdidos e libertos,
Sem nada que os amedronte, por certo
Não sentem o sol, a chuva ou o frio!
 
Talvez se percam de amores incertos
Quem sabe, como corre ao mar, um rio.
A tempestade que suplanta o estio,
A areia quente que cobre o deserto!
 
Somos dois pecadores, como incesto,
Tal qual fora o corpo a linguagem
Mais nobre que por ventura sabemos...
 
Não há certeza plena – só extremos
Que se traduz nessa paixão selvagem
Quedando-se um sentimento mesto!
 
(Milla Pereira)

 
*** Respeite os Direitos Autorais ***
(Lei nº 9.610/69)

Compartilhar

Amor e paixão na medida certa... Será? Em minha cama, noite solit

Milla Pereira
27/01/2010

  • 3 comentários
  • 481 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados