Site de Poesias

Menu

OS AMANTES DO MAL

 

OS AMANTES DO MAL
Por: William Vicente Borges
 
Os amantes do mal costumam se esconder
nos átrios da santidade mais santa
se camuflam na mata verde da
moral chamada religiosa
 
Os amantes do mal costumam se mostrar
em seus julgamentos vis
onde tudo é maior que o outro
seu egoísmo é farol no lugar alto
 
Os amantes do mal costumam ser amados
pois tem muito a oferecer a ignorãncia
e existem muitas vidas vazias no mundo
que darão suas almas pela "boa" mentira.
 
Os amantes do mal costumam vencer
ser os heróis do cultura do nada
onde os semblantes sorridentes
escondem uma alma em pedaços.
 
Os amantes do mal costumam morrer
mas parecem viver para sempre
tamanha as feridas que causam
e o pior é que as vezes passam por nós.
 
....................
Verão de 2010

Compartilhar
WILLIAM VICENTE BORGES
22/01/2010

  • 0 comentários
  • 123 visualizações neste mês
  • sob licença creative commons
    Você pode distribuir este poema, desde que:
    • Atribua créditos ao seu autor
    • Não use-o comercialmente
    • Distribua-o sob essa mesma licença