Site de Poesias

Menu

BRAÇOS FORTES E MÃOS ÁSPERAS.

[Ilustração não carregada]

Transfigurado o coração
Antes tão doce,
Faz-se agora amargo na solidão.
 
A tua inusitada atitude
Foi à lança que dilacerou
Àquele que só via em ti virtudes
 
Trocaste braços fortes e mãos ásperas
Por braços e mãos delicadas,
Que a vida te dê a felicidade que esperas.
 
Mas se ela te fizer infeliz
Volte! Esperam-te os braços fortes
E a mão áspera, para te fazer feliz.
 
Não é perdão, mas, compreensão!
Porque entendi teus anseios,
Se naufragares no mar da desilusão,
Volte!Não te envergonhes nem tenhas receios!  

Compartilhar

Não perdão,mas compreensão para perdoar quem se afogou no mar da ilusão. Não se deve negar uma nova oportunidade, pois ninguém está imune ao erro. Depois de um temporal.

Ubirajara Fernandes
22/01/2010