Site de Poesias

Menu

SOBREVIVÊNCIA



 
Na boca do arco-íris
Se esconde o meu sonho
e a ilusão desapareceu no flash
e a minha alegria fossilizou tristeza
e o sabor doce da felicidade acabou-se
e a vontade insana de te possuir mirrou-se
e o passado voltou ao presente
e a semente da vida na fenda do tempo nasceu!
E num pulo sensacional
atlética palavra atravessou
de cabo a rabo a expectativa
Meu sonho
ilusão
alegria
felicidade
desejo
reminiscências
 
Tudo no cadinho da esperança
em se misturando pelo químico da existência
é vida nova – hoje já não sou mais eu!

Estou amalgamado no arco-íris ideológico deste existir...

Compartilhar
benedito c.g.lima
19/01/2010

  • 3 comentários
  • 2180 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados