Site de Poesias

Menu

Infância , Vida Adulta

Infância , Vida Adulta


A menina subiu na janela para ver a chuva
No quintal uma parreira de uva
As gotas caiam como prata
A menina um sorriso desenhava
Cheiro de infância chuva no solo
A menina abriu a porta e na chuva dançou
Gotículas escorrendo de cada poro

A chuva parou no céus um arco íris se armou
Tintas das cores do arco iris foram derramadas pelos céus
A menina foi pintada com colorido véu
Infância idade mágica
Adultos parecemos réus
Infância sorrisos de vários tipos como obras plásticas
Com o passar dos anos o calendoscópio vai perdendo as cores
Nós seres adultos vamos nos carregando de dores

Tantas vertentes
É dor que se sente
Amor
Saúde 
Carreira
Família
Sustento
Um caos sem alento
Mas não morre a criança da infância
É ela que segura os fios da esperânça  

 

Compartilhar
Lauson Silveira
11/01/2010

  • 0 comentários
  • 93 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados