Site de Poesias

Menu

Comentários da Poesia "Ciranda Louca"

de Ederson Peka

Gostaria de deixar seu comentário?

Comentários

ATENÇÃO: Os comentários aqui registrados não representam a opinião da equipe do Site de Poesias, nem mesmo recebem o seu aval. A responsabilidade pelo conteúdo dos comentários é inteiramente do autor dos mesmos. Ao poeta é reservado o direito de remover os comentários de seus poemas, quando achar por bem fazê-lo.


Amado Peka, seu poema é
lindo, li ele em círculos
repetitivos.



FERNANDO PAIXÃO

Lindo poema.Li num só fôlego, e a finalização dos versos citando Deus,foi sem dúvida, o encerramento com chave de ouro.

Parabéns por tanta sensibilidade.


Fique com Deus,poeta!

Excelente sua ciranda caro poeta... versos belos e divertidos de se ler... meus parabéns pela bela inspiração. Grande abraço.

pequena grande poesia

adorei!!!!!

Qusera eu poder entrar nesta ciranda tão
bem recitada...
adorei, meus aplausos poetas.!

Estou unido nessa Ciranda meu velho mais do que nunca não da pra ficar por muito tempo sem te ler, os poemas as poesias o mundo maravilhoso desse amigo poeta que enche de emoção a cada dia que nasce do viver o ontem que já foi hoje o sempre está mais e mais maduro Deus há de te iluminar todos os seus dias Ederson .
Um abraço do amigo Wagner
Wagner

24/11/2009

Adorei essa magia da amizade! Um beijo Peka, de outro membro da Ciranda!

Nesta ciranda também venho participar...
Ouvindo esse ritmo contagiante...
Vou acompanhar os amigos...
Que nessa cantiga da amizade...
Todos seguem a voz do coração...

Cirandando nesta ciranda...
Cada poeta abre sua alma...
Pra ofertar seu verso...
Ao poeta *Ederson Peka*

Falar de amor, falar de Deus...
É emoção a nos contagiar...
E nesta roda de ciranda...

Deixo aqui o meu carinho...
Ao amigo que traz consigo...
O verso mais bonito...
Sua calma e sabedoria...

Pela qual eu só posso agradecer...
Por fazer parte deste site tão bonito...

Obrigado *Peka* Moço bonito deste jardim!

Bjs no coração que os anjos sempre conspiram a teu favor...

Vania

Ah Cirandinha... Ah Ciranda...!,
Pelo amor de cirandar,
Cirandam anjos, crianças...
Gente-rima-louca-amar.

(Cirandeiro, cirandeiro!,
Quem te ensinou esse Amor
Que se ciranda primeiro
E se percebe depois!?!

Que se espalha, sorrateiro,
Como soubesse o valor
De ser inteiro em si mesmo...
De ser seu próprio pastor!?!)


Beijo no coração, poetinha! Você vale ouro! (Mas acho que eu já disse! :))

Cuide-se! ;-)

Caro Poeta, o Cristo Rei e Liberto que impulsiona aqueles que o amam um dia disse algo como se conhecer as árvores pelos seus frutos, benditos sejam os frutos produzidos pela árvore de tua alma. Luzes sobre teu Ser!

Voltar à poesia