Site de Poesias

Menu

A TERCEIRA LÁGRIMA

[Ilustração não carregada]

                  “Si me flere, dolendum est primum ipsi tibi.” (provérbio romano)

Se o homem destemido jamais chora
Eu digo que até Deus pode chorar
Pois já que tudo pode, a qualquer hora
Pode também, sentido, lacrimar.

Pois vi, num rosto, a fome da criança
Carente, solitária, numa praça
Todo amargor, toda desesperança
Daquela vida só, fria, sem jaça.

Seus olhos eram vozes a implorar
Era um espelho, a angústia em seu olhar
A refletir, dolente, os olhos meus.

Sem entender o senso do destino
Vi merejar nos olhos do menino
Plácida e triste a lágrima de Deus.

Oldney Lopes©

Compartilhar

Brumadinho/MG - 2006

Oldney Lopes
28/08/2009