Site de Poesias

Menu

C O M P E N S A Ç Õ E S

nesta cantiga triste
amarguras
são ternuras

pedras pontiagudas
feridas
algodões em nuvens

lágrimas incessantes
lamentos
risos permanentes

fel em taças
sorvidos
em goles de alegrias

as trevas intensas
expulsas
no clarear de cada dia

viver tristonho
contratempos
anedotas gargalhadas

morrer, partir,
renascer
ressurgir...

Compartilhar

...a vida é entremeada, tristezas e alegrias, mesclam-se em nossos dias...

EDILOY A C FERRARO
27/08/2009