Site de Poesias

Menu

CRIÂNSIA

[Ilustração não carregada]

Queria estar vivendo nesta hora
O mundo imaginário dos meus sonhos
Das alegrias, dos fatos risonhos
Que infantilmente imaginei outrora

Contos de fadas, eu diria agora
Puerícia vil de menino mimado
Pelos seus pais extremamente amado
Até sair um dia, mundo afora

Mas hoje piso sobre os estilhaços
Dos castelos de cristal que um dia ergui
E tento em desespero unir pedaços

Do mundo tão bonito de “criância”
Que imaginei durante toda infância
Mas, triste, vejo hoje que os perdi.


Oldney Lopes©

Compartilhar

Brumadinho/Mg - 2002

Oldney Lopes
24/08/2009