Site de Poesias

Menu

ROSA

[Ilustração não carregada]

Tão delicadamente se apresenta,
Orvalhada de aromas sedutores
Faz da flor do meu anseio alma sedenta
E se compraz em provocar-me agudas dores.
 
É como rosa, que com seu perfume
Desperta e exulta, insinua e atrai
Mas cobra amor e paga com ciúme
Aprisionando um ser que nunca a trai.
 
Que amor me oferta, se fico sozinho?
Que amor me dá, se nega-me carinho?
Um tal amor que esbofeteia e beija...
 
Tão traiçoeiro, sórdido e mesquinho,
Mostra-se pétala, se me deseja,
E quando me aproximo faz-se espinho!
 
Oldney Lopes©

Compartilhar

Brumadinho, MG - Junho de 2009.

Oldney Lopes
23/08/2009