Site de Poesias

Menu

Indiferentes e indiferença

 
Vemos pessoas indiferentes á tudo.
Para elas a vida é indiferente,
vida e morte são iguais...
Pessoas assim simplesmente existem,
respiram mesmo estando morta...
 
Amor é o contrário do ódio,
alegria o da tristeza,
paciência o da ansiedade...
E a indiferença?
Continua indiferente,
um sentimento assim
é tão desprezível,
que não há nem oposto...
 
Como pessoas indiferentes
podem ser “classificadas”?
“Boas” ou “ruins”?
 
Pessoas assim escondem a frustração,
escondem sonhos pelos quais já não lutam mais,
esperanças mortas...
Pessoas assim esperam sonhos despertarem,
esperanças...
Pessoas assim esperam vida...

Compartilhar
João Gabriel
15/08/2009

  • 0 comentários
  • 420 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados