Site de Poesias

Menu

Verso vazio

É noite...
Silêncio que aos poucos descreve,
Num breve momento, na vida de alguém.
E, neste cenário de homens e vultos,
Sou sombras que as cenas distante coloca.
É vazio...
De um poema de versos sem rimas,
Que um poeta chorando escrevia,
Nas margens de um lago, de vale sozinho.
Que a poesia aos poucos nascia.
É estrela...
De um céu em noite de chuvas,
Que o homem sozinho enamora,
Enquanto nas folhas de um velho caderno,
Vê o contrário de um sonho esquecido...
Quando, da vida, só lembra da morte.

Compartilhar

29/04/2004

  • 1 comentário
  • 47 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados