Site de Poesias

Menu

Olhos

Trazes nos olhos marcas da vida,
Caminhos que andaste e os amores seus;
Trazes, calada, uma dor imprimida
Que o enredo da vida, neles, escreveu.

Olhos que olhavam de fora para dentro,
Agora alma vazia, olhar perdido.
Trazes marcas da passagem do tempo
E que olhavam para cima, agora caidos.

Então, fite as flores que florescem agora,
Veja seus filhos, felizes, crescendo aí
E a beleza da vida, antes de ir-te embora

Pois um dia, na terra, que os há de cobrir,
Levando os mistérios que os cercam agora,
Esquecerás de tudo que viste aqui!

Compartilhar
Elias Beraldo da Silva
13/08/2009

  • 0 comentários
  • 46 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados