Site de Poesias

Menu

Indiferentes

 
 
Crescemos e sonhos de crianças perdemos.
Tudo parece mais difícil.
Colocamos "tapa-olhos",
os quais nos impedem de vermos coisas simples...
 
A fraqueza e incoberta pelo orgulho.
Simplesmente esquecemos nossos sonhos...
 
Muitas pessoas sonham,
mas poucas sabem o que é viver sem sonhos...
Não ter um "porquê" acordar todos os dias...
 
Pessoas sem sonhos
não têm medo da vida ou morte,
para eles é indiferente...
 
 
Pessoas sem sonhos
não têm sentimentos.
Para eles pode ser uma tortura...
 
Essa fraqueza,
mesmo sendo a menor de todas,
é a mais perigosa...
 
Ela não mata o físico,
mata a alma...

Compartilhar
João Gabriel
11/08/2009

  • 0 comentários
  • 126 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados