Site de Poesias

Menu

Convívio

[Ilustração não carregada]

 
Passos lentos, passos acelerados
Rumando em várias direções
Movimentos coreografados?
Nem sempre, doce ilusão!


Corpo que é conduzido
Balança, contorse e mal se equilibra,
Em um vai e volta às vezes desconexo
Mantém-se em pé, sempre vibra.


Que movimentação é essa
Que mantém esse corpo equilibrado
Sobre pernas e pés ágeis
Conjunto de membros coordenado?


Mas esse corpo tem alma,
Uma pessoa, um ser a pensar,
Que sozinho não sobrevive
E busca convívio em seu caminhar.


Porém, quem se entende ou se vê
No corre-corre de uma metrópole?
Como é possível conviver
Se nem dá tempo para um "oi", "como vai você?"


Quem fica a observar o vai e vem do Centro
Já reparou na confusão que se forma?
Nem parece pessoas se cruzando
E sim, apenas corpos se movimentando.


É possível existir convívio saudável?
Dá trabalho, mas se pode até tentar.
Existe possibilidade de diálogos?
É uma massa humana, difícil de analisar.


Mas os camelôs querem e muito gritar
Soltar o verbo para vender seu produto
Isso não é convívio, longe disso.
É apenas labuta, mais um tipo de ofício.
 
E, se um um homem resolve se impor
Gritando e convidando a todos a prosear?
Será ouvido ou conseguirá compor
Um diálogo decente, manter seu palavrear?


Com certeza, vai depender do ambiente
Que pode ou não propiciar e facilitar diálogos
Pois convívio real com gente,
Só se dá, quando todos participam de verdade.


Convívio de verdade depende de apoio
De todos os envolvidos no processo
Que querem e desejam companhia
E investem e buscam a harmonia.


Conviver com outra pessoa nem sempre é fácil
Pois cada pessoa tem seu jeito especial de ser
Por outro lado, já pensou que monótono seria?
Conviver como robô com outra pessoa no dia a dia?


O encanto do convívio está justamente
Nas descobertas de diferença,
Que podem e sempre enriquecem
Aos atentos e espertos por natureza.


O convívio com maus educados pode brutalizar
Àquele que não está acostumado,
Que não se mantém imune e fica exposto,
Sofrendo e se angustiando, normalmente, calado.


Mas o inverso sempre existe,
Do convívio com pessoa feliz,
Que anima e melhora a auto-estima,
Enriquece e complementa a cada novo dia.


De qualquer forma, o convívio é importante
Para o crescimento e desenvolvimento pessoal,
Pois é através desse contato e das descobertas
Que se fortifica e implementa cada potencial.
 

Compartilhar

Imagem do Google(vilamou.pt) Poesia escrita em 11 de fevereiro de 2009

Rosana Nobrega
11/08/2009