Site de Poesias

Menu

PEQUENO PERFIL

 
Estou onde olhas,
Nos becos escuros
Perdido na noite
Qual anjo soturno
Você me esmola
E eu sempre a teu lado
Eu vendo pipoca
Engraxo teu sapato 
Em frente a sua porta
Eu guardo teu carro
Mas você não nota,
Me nega um trocado
Eu durmo nas valas,
Marquises, mercados
Cresci, pelos guetos
Sujos, desolados;
Mamãe foi a rua,
Papai o descaso

Compartilhar
Léo Nazare
10/08/2009

  • 1 comentário
  • 130 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados