Site de Poesias

Menu

Desarme


Me vejo forte

Me penso temido

Austero

Audaz

Certeiro

Preciso

Mas

Pausa...

Momento

Instante

Silêncio

A muralha rui

A máscara cai

Que magia tens?

Que força possuis?

Por que me abrando?

Por que me desarmo?

Ante teus olhos

Ante tua voz

Ante o teu sorriso...

  

06/02/2007

10h 29min

Compartilhar
Jefferson Dieckmann
23/06/2009

  • 4 comentários
  • 646 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados