Site de Poesias

Menu

Prensamento

Hoje eu te encontrei num sonho,
Doce e linda como sempre:
Teu cabelo esvoaçante...
Teu olhar desiludido,
Conformado, tão tristonho,
Se perdia, indiferente,
Na saudade tão distante
Do teu sonho reprimido...
Catatônica, seguias
Receitando anestesias
Pro teu livre pensamento;
Mas os gritos que calavas
Eu ouvia: eles choravam
Teu cruel confinamento... 

Compartilhar

Sonho bizarro...

Ederson Peka
07/06/2009