Site de Poesias

Menu

Decreto do Meu fim

 
Ouço uma música.
Começo a pensar em você.
Deito em minha cama.
cansado.
confuso.
Lágrimas rolam pela minha face.
Minha alma chora.
Meu coração grita
Apenas uma música romântica me faz companhia.
Estou sozinho.
No escuro.
Estou com frio.
O medo toma conta do meu ser.
Sinto dor...
 Não consigo pensar.
Uma única coisa me vem à cabeça; você!
Sinto-me vazio.
escuro
mudo.
Não consigo reagir.
Não sei mais onde estou.
Me perdi no vazio de minha alma.
 Na escuridão dos meus pensamentos e na angústia dos meus lamentos.
Me perdi em você.
Acabei de fugir do enterro do meu grande amor, mais não sei para onde.
Lugar nenhum me interessa mais, agora que você não está mais em lugar algum.
Minha vida terminou quando acabou a sua.
Minha alma foi sepultada junto com você.
Testemunhei a morte da minha própria vida.
Testemunhei a vida do meu grande amor.
Com você meu eu se foi.
A vida perdeu o sentido para mim.
Estou sentindo o gosto do meu fim.
Decreto com esta ultima pílula...
meu fim aqui!
 
 
 

Compartilhar
Jhonatan thiago
07/06/2009

  • 3 comentários
  • 102 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados