Site de Poesias

Menu

A PENA DE PAVÃO

 
No colo de uma linda moça embevecida
Entre seda e pedras coloridas
Brilha deslumbrante e entretida
Uma linda pena de pavão
 
Rodopia no salão iluminado
Debaixo dos olhares admirados
Reinando como rainha da ilusão
Parece sorrir incandescente
A linda pena de pavão
 
Glamour .de uma noite divertida
Nas luzes brilhava no salão
Ao som da música delirante
Reinava linda e bela a pena de pavão
 
Hoje em um canto jogada
Com sua beleza desprezada
Sem brilho e quase escondida
Dorme a pena de pavão
 
Ainda escuto a alegria da música
Ainda vejo o brilho do salão
Ainda lembro da beleza esculpida
Em uma linda pena de pavão
 
Vejo agora em um canto empoeirado
Quebrada e triste em seu mistério
Escuto um soluto, mas é ilusão
Ali apenas dorme, aquela linda
Pena de pavão..
 
RMM

Compartilhar
Rita Maria Medeiros de Almeida
23/05/2009