Site de Poesias

Menu

PUDESSE EU PARAR O TEMPO

[Ilustração não carregada]

Vou dar tempo ao tempo
Para ver se o tempo me esquece.
Outrora já fui um jovem guapo
Mas estou perdendo o calor que me aquece.
 
Não sei se passei pelo tempo ou ele por mim,
Mas ele infelizmente age sobre meu corpo
E chegará o momento que ditará o meu fim.
A vida não é um fio é somente um fiapo!
 
Conta-se minutos, horas, dias,
Milênios, séculos, meses e anos.
Não temos somente momentos de alegrias
Temos outros só de lágrimas e desenganos.
 
Há quem faça da vida um carrossel,
Passam por ela cantando e dançando
E euforicamente vão desenrolando o carretel
Sem perceber que o fim da linha está chegando.
 
Pudesse eu o tempo parar
E superar o feito de Matusalém!
Poderia eu cantar, dançar, gargalhar,
E não invejar a juventude de ninguém.
 
 
 
 

Compartilhar

A vida se esvai e não tem com segura-la. Obedecendo a um rítimo que independe de nossa vontade tudo vai acontecendo, mas, o homem luta sem sucesso na tentativa de ser eterno ou prolongar sua existência o maximo que puder. Ele tenta e daí......? Em momento de turbulência.

Ubirajara Fernandes
18/05/2009