Site de Poesias

Menu

Prosseguimos

Prosseguimos
 
Por todo canto se expande
comprimindo, bairros, cidades, países, continentes
Em pouco mais de duzentos anos
atinge desenvolvimento tamanho
definindo contornos
enraizando uma percepção
consolidando um padrão
 
Por todo canto se consolida
privatizando, a agua, o ar, o subsolo
Em pouco mais de dois séculos
produz desigualdade tamanha
definindo a miséria e a riqueza
enraizando uma ilusão
consolidando uma dominação
 
Por toda parte se instala
mercantilizando a vida, o pensamento, o sentimento
Em pouco tempo
submete a humanidade
Há uma logica de destruição
exterminando povos, esmagando sonhos
num caminho para a aniquilação
 
Em toda parte se manifesta
explodindo em crises, ditaduras e movimentos de libertação
Rapidamente combate a resistência
com diplomacia, canhão, economia
usando de sua hegemonia
disseminando sua cultura defendendo sua estrutura
para sua perpetuação
 
Por todo centímetro do globo convulsiona
sendo contestado, combatido, denunciado
Em seculos de luta
fica patente seu limite, sua lógica de destruição
questiona-se sua hegemonia
disseminando sua contradição, buscando sua superação
até o ultimo átomo
 
Prossegue a luta por todo lugar
o capital e o trabalho
Em seculos de luta
de sacrifico, avanços, retrocessos, violência
na busca da emancipação
homens e mulheres se levantam
contra o império da mercadoria como único caminho.
 
Gilson Amaro
maio 2009
 

Compartilhar
Gilson Amaro
11/05/2009