Site de Poesias

Menu

Por Favor

Por Favor

 

Você poderia me emprestar um amigo?
Serve de segunda mão ou meio usado,
quem sabe algum de modelo antigo,
o que importa é que seja bom de papo.

Hoje eu encontrei alguns na promoção,
desses para esquentar no micro-ondas.
Mas não gosto dessas coisas prontas.
Afinal, nada como amigo feito à mão.

Quem sabe eu deva tentar aluguel?
Custa caro um decente hoje em dia,
quanto mais se for presente e fiel.
Talvez prestação nas Casas Bahia?

Já sei! Vou lançar um novo movimento
pela redistribuição das amizades!
Chega de panelas e isolamento!
Viva o Brasil! Viva a fraternidade!

Mas se no fim der mesmo tudo errado,
restará apenas uma arma terrível:
dizer bom-dia a quem estiver ao meu lado
mesmo quando esse parecer insensível.

Compartilhar
Rodrigo Rosa
10/05/2009

  • 0 comentários
  • 56 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados