Site de Poesias

Menu

Mãe

Quisera eu voltar a ser criança
Para eu seus braços, mae, por um segundo
Encher o coração de esperança
E de coragem para enfrentar o mundo
Quisera eu voltar a ser criança,
Esquecer-me do futuro
Deitar-me em sua cama
Para fugir do medo do escuro
Pois, só tú minha senhora
Não tem dia nem tem hora
Sempre pronta a ofertar
Um carinho, um afago
Quando ninguém mais ousa me dar
Este teu filho que na maioria das vezes
Nem receber merece
Mas, voce divina mãe esquece
Tudo que este teu filho mortal
Algum dia, lhe fez de mal
Divina mãe celestial
Em minhas orações mãe querida
Eu ouso a pedir proteção por sua vida
Mas, sinto em meu coração
Que oração mais forte é a sua
Pois, eu continuo em meu caminhar
Mae, eu ouso a dizer que te amo
Apesar de saber que amor maior é o seu
Eu escuto seu sussurar
Sua voz doce a me chamar
Brisa como o vento a soprar
Mae estou aqui pronto
Prostado em oração a pedir  ao Deus do céu
Que lhe de vida e saúde
Não só hoje como para todo o sempre
Amém...  
Mãe, escuta meu coração a clamar
Eu te amo ....

Compartilhar

Para todas as mães do mundo em especial a minha Nadir da Silva Satler. Te amo mãe...

Edson Satler
09/05/2009

  • 1 comentário
  • 1037 visualizações neste mês
  • sob licença creative commons
    Você pode distribuir este poema, desde que:
    • Atribua créditos ao seu autor
    • Não use-o comercialmente
    • Não crie obras derivadas dele