Site de Poesias

Menu

VIVA E DEIXE VIVER

[Ilustração não carregada]

Passaram-se os meses, mas não passou a lembrança.
Para a eternidade o tempo, não existe, não conta,
Passam meses, passam anos, seremos sempre crianças,
E tu és o assovio da taquara que até hoje me encanta.
 
O tempo é uma convenção dos homens,
Assim como convenções sociais e políticas
São razões de receberem por seus feitos homenagens,
Mas que não suportaria uma pesquisa analítica.
 
Vamos nós ao querer do vento
E levados sem rumo definido,
Nos fazemos escravos do tempo,
E uma vida sem sentido.
 
Vivemos correndo atrás do materialismo,
Para nos trazer felicidade e segurança.
Alimentamos a ambição e o egoísmo
Levados pelo sonho e a cobiça
 
Mas do que nos adianta termos o ouro,
Se não temos a paz, e a saúde.
De que nos valerá possuir um tesouro
E não leva-lo junto conosco no ataúde!
 
O importante e viver, ver as belezas vida...
Amar e ser amado, vivendo cada dia...
Não deixar emoções nossas reprimidas...
Amanhecer e anoitecer com alegria...
 
Viva e deixe viver, veja a vida pelo lado positivo,
De oportunidade a si mesmo de entender a beleza e o amor.
Não se deixe que a sociedade faça de ti um cativo
E veja quanta beleza e perfume tem na flor.
 

Compartilhar

Veja a vida pelo lado positivo. Veja quanta beleza há para se admirar. Tem tanta beleza em torno de nós e não vemos.
Formamos uma sociedade e não nos entendemos. O que há conosco? Olhamos e não vemos? Pregamos e não praticamos? Somos todos oriundos de uma mesma fonte, então porque não vermos as belezas que tem no horizonte! No computador

Ubirajara Fernandes
03/05/2009