Site de Poesias

Menu

Para poucos


 
Cantar o azul
nem sempre é fácil...
Há que se entender
o silêncio...
Há que se contemplar
o deserto imenso
da solidão acompanhada...
Há que se perambular
pela alma alheia
e não dizer nada a ninguém...
Há que se ir sempre em frente,
sem temer o dia que vem...
Cantar o azul
é tarefa para poucos...
Mesmo assim,
depois de azular os ares,
muitos deles ficam roucos.

Compartilhar
Cio Nascimento
26/04/2009

  • 3 comentários
  • 1301 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados