Site de Poesias

Menu

"MEU PAI". (Soneto).




MEU PAI”.
  (Soneto).
 
 
Com um sorriso nos lábios
A noitinha ele ia chegando,
Trazia conselhos de sábio
Um a um ele ia beijando.
 
Ah! Meu caixeiro viajante!
Sempre saia mundo afora...
Lembrei dele nesse instante
A saudade ainda vigora!
 
Meu velho pai meu herói
Cuja saudade me corrói...
Do rosto eu guardo o sorriso.
 
Certamente ele hoje estar
Junto com os anjos a rezar,
No aconchego do paraíso.
 
 
Autor: Antonio Hugo.

 

 

Compartilhar
Antonio Hugo
11/04/2009