Site de Poesias

Menu

Desabafo

Desesperado, sem esperanças,
vendo sonhos se resumirem a pó
sem nada poder fazer...
Trancado em seu próprio mundo.
Hoje já perdeu sua vida,
pois uma pessoa vive de sonhos,
coisa que já tem mais...
Já não há para onde correr,
para quem gritar, chorar, sorrir.
Sem esperanças, apenas a espera do fim.
Sonhos que viraram pó
não alimentam esperanças,
sem esperança para que a vida?
Viver sem sentimentos?
Viver sem alegrias, sem tristezas,
sem esperanças, sem pessimismos?
Sentimentos não são nada
senão forem sentidos,
tanto os "bons" quanto os "maus".
Dores te fazem querer si curar...
Amores te fazem querer ser melhor...
Quando não há tais sentimentos?
O que fazer? O que ser?
Sem esperanças o anjo "morre"...
Sem esperanças o fim a esperar...

Compartilhar
João Gabriel
28/03/2009

  • 1 comentário
  • 216 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados